Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

poema para nice

Nesse olho por olho, ficamos cegos de afeto Nesse dente por dente, ficamos mudos de respeito Matamos o Cristo e ainda batemos no peito: “Pai, queima aquela igreja, eu sou o único correto” Um pouco de amor para o devoto que sonha com o paraíso Mais tolerância para a fé do homem que se faz bomba Mais compaixão para o bispo que chuta a santa Um pouco de poesia para um mundo que perdeu o juízo JSM.

quando a teologia canta

Convencer alguém a ir à igreja num sábado à noite parece tão difícil quanto convencer uma pessoa a ir ao dentista extrair um siso. Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite: uma pizza, um filme, uma conversa boa. Menos ter que ir a um culto. Ou ao dentista. Mas foi justo num sábado à noite que fui com meus filhos à igreja. Na verdade, fomos assistir a um concerto cristão. Os cantores entraram no palco, a banda começou a tocar e fluíram uma, duas, três canções bonitas que todo mundo parecia conhecer. Antes de cada música, os músicos falavam um pouco sobre sua vida e, especialmente, a respeito da existência humana, da convivência e da busca por significado. Em seguida, abordavam questões de fé, religião e comunhão, reforçavam a necessidade individual de conhecer melhor a Bíblia e apontavam para o sentido da vida: relacionamento com Deus e com os semelhantes. Fez toda diferença ouvir um concerto em que os cantores são também pastores. E uma das funções mais nob