13 fevereiro, 2013

brevíssima história da renúncia no século 21





P.S: O comandante, o fenômeno e o pontífice tinham a saúde realmente debilitada quando saíram de cena. Já o excelentíssimo passa bem, mas se quiser inventar um motivo médico e renunciar ao cargo ninguém vai reclamar, viu?

2 comentários:

marcio goncalves disse...

ha! discordo!

Bento XVI é sincero.

joêzer disse...

Marcião, meu propósito não era duvidar das debilitadas condições de saúde de Fidel, Ronaldo e Bento XVI, mas sim dizer que o Renan pode aproveitar pra renunciar por motivo de saúde.
Vou deixar isso mais claro com um P.S.
valeu.