06 maio, 2013

Not Today: filme da conscientização espiritual e social

Quando os créditos finais de um filme listam o “coordenador de oração” antes das equipes de figurino e maquiagem, você sabe que se trata de uma produção religiosa. Not Today [Hoje não] estreou nos Estados Unidos em 12 de abril e custou 1, 6 milhão de dólares bancados pela Friends Church, igreja de Yorba Linda, Califórnia.

A ideia para o filme veio durante uma viagem à Índia, onde, em 2002, a igreja construía escolas para os “Dalit”, classe de indianos considerada a mais baixa no sistema de castas, que não tem direito à educação nem tem acesso aos tribunais.

O pastor do Ministério de Artes da igreja, Brent Martz, conta que a situação de pobreza extrema do povo Dalit tem levado famílias a venderem suas filhas para a prostituição. Isso motivou a igreja a fazer um filme que servisse de alerta contra a rede internacional de tráfico de menores e contra um sistema de separação social semelhante ao antigo apartheid na África do Sul.

“A mídia é a linguagem da nossa cultura, por isso um filme é a melhor maneira de comunicar a história de uma grande tragédia global como o tráfico de seres humanos. Que melhor maneira de motivar os religiosos, às vezes protegidos e distantes dessas situações, que não uma boa história que os encoraje a se envolver?”.

O elenco inclui atores conhecidos da TV americana como John Schneider, Cody Longo e Cassie Scerbo. Mas o destaque é Persis Karen [foto acima], intérprete de Annika, uma menina de 7 anos de idade vendida como escrava em Hyderabad, na Índia. Como a personagem, Persis Karen pertence à casta Dalit, mas é aluna de uma das escolas mantidas pela Friends Church na Índia.

O filme conta como Annika e seu pai, que vivem em Hyderabad, acabam conhecendo o jovem Cade Welles, americano que viaja à Índia com os amigos. Annika é vendida para o tráfico de menores pelo pai que não tem como sustentá-la nas ruas. Welles, que foi à Índia somente para frequentar as festas, reconcilia-se com Deus na tentativa de resgatar a menina. Sua viagem espiritual é também uma tomada de consciência social ao procurar por Annika no mundo sombrio da prostituição infantil.

Sem dinheiro para a construção de sets em estúdio, a produção foi filmada nas ruas e favelas da Índia durante 21 dias, o que garantiu mais autenticidade. Isso permitiu ao ator Cody Longo, que interpreta o jovem Cade Welles, experimentar o mesmo que seu personagem: viajar para a Índia e tomar um choque de realidade.

"Isso mudou minha vida", disse ele. "Me tirou da bolha em que vivia. Nós nos acostumamos a viver nessa bolha e ninguém percebe até chegar o dia de ver o que está acontecendo no resto do mundo. Naquele momento da minha vida [o filme foi rodado em 2010], eu estava lutando com a minha fé e com o rumo a seguir", disse Longo. "Eu sinto que Deus colocou isso na minha vida no momento perfeito".



Aqui, o site oficial do filme.

O filme “Not Today” ainda não tem data prevista para estreia no Brasil. Talvez seja lançado diretamente em DVD.

A reportagem original da CNN você lê aqui.

Nenhum comentário: