15 outubro, 2014

ao professor, um poemeu

Ao professor que não sabia de cor os nomes dos rios da margem direita do Amazonas

O que faz o livro?
Tira o pássaro da gaiola sem grades.

E a borracha?
Apaga tudo o que não é saudade.

O que fazem as filas?
Estacionam a gente do lado de fora da vida.

O que faz um rio?
Sonha em virar cachoeira.

O que faz o professor?
Abre janelas.

Nenhum comentário: