Pular para o conteúdo principal

JÓ E A PÓS-GRADUAÇÃO

Recebi esse e-mail da amiga do mestrado na UNESP, Giselle, que toca no PianOrquestra, um grupo musical que faz um piano à dez mãos incrível.
O texto abaixo me chegou apócrifo, e eu o publico aqui ancorado no copyright. Na melhor tradução (e tradição) discente, copy (cópia) e right (direito), ou seja, "direito de cópia".
O texto se baseia no livro bíblico de Jó, e é a prova inconteste de que aquele tão paciente homem da Antigüidade entrou numa pós-graduação duríssima, mas, para nosso ensino e correção, foi aprovado com louvor. Por isso, desde sempre, caros colegas, é preciso uma paciência bíblica e uma persistência severina.

EVIDÊNCIAS DE QUE JÓ FAZIA PÓS-GRADUAÇÃO

Jó, cap.2, v.11 "Jó tinha três amigos: (...)"TRÊS amigos? Êta vida social...

cap.19, v.14 "Os meus parentes se afastaram; os meus amigos não lembram mais de mim."
Jó, ninguém aguenta mais ouvir falar da sua tese.

cap.19, v.20 "Virei pele e osso; mal consigo ir vivendo."
É Jó, a grana da bolsa só dá pra comprar miojo...

cap.3, v.26 "Não tenho paz, nem descanso, nem sossego; só tenho agitação"
Nem pra assistir um joguinho, bater uma bolinha, ler uns bloguinhos,...

cap 20., v.22 "No ponto mais alto do seu sucesso, a miséria o atacará"
ahha! vira doutor e vai ganhar mixaria fazendo bico até conseguir uma bolsa de pós-doc

DEUS ERA O ORIENTADOR DE JÓ
cap.4, v.17 "Será que alguém pode ser correto diante de Deus?"
Jó, o orientador sempre tá certo!

cap.5, v.8 "Jó, se eu fosse você, voltaria para Deus e entregaria o meu problema a ele."
Seus colegas sempre acham que o orientador vai ter a resposta.

cap.11, v.5 "Eu gostaria que Deus falasse e lhe desse uma resposta"
Às vezes, muito às vezes, o orientador tem a resposta.

cap.5, v.17 "Feliz é aquele a quem Deus corrige."
Às vezes, muito às vezes, o orientador tem a resposta [2].

cap.7, v18 "Por que nos vigias todos os dias e a todo instante nos fazes passar por provas?"
E gosta de uma tortura o tal do orientador...

cap.3, v.23 "Deus os faz caminhar às cegas e os cerca de todos os lados"
E desorienta mais do que orienta...

cap.9, v.3 "Quem se atreve a discutir com Deus? Ele pode fazer mil perguntas a que ninguém é capaz de responder."
hahahah! discute com seu orientador pra você ver!

cap.6, v.4 "(...) Com seus ataques, Deus tem me enchido de terror."
hahahah! discute com seu orientador pra você ver! [2]

JÓ PENSA EM DESISTIR DO DOUTORADO
Cap.7, v.3 "Mês após mês, só tenho tido desilusões, e as minhas noites têm sido cheias de aflição.

cap.7. v.4 "Essas noites são compridas; eu canso de me virar na cama até de madrugada e fico perguntando 'Será que já é hora de levantar?'"
Aparentemente Jó, como eu, não tinha mesa e estudava na cama

cap7., v.8 "Tu me vês agora, porém não me verás mais; olharás para mim, mas eu já terei desaparecido."
Uma ameaça ao orientador costuma surtir algum efeito.

cap.3, v.3-10 "Maldito seja o dia em que nasci! (...) e que sua madrugada nunca chegue, pois ela deixou que minha mãe me desse a luze não me poupou de todo este sofrimento!"

JÓ ANTES DA DEFESA
Jó 9:20 "Ainda que eu seja justo, a minha boca me condenará; embora seja eu íntegro, ele me terá por culpado".

Jó 9:29 "Serei condenado; por que, pois, trabalho eu em vão?"

JÓ INICIANDO A DEFESA
Jó 13:6 "Ouvi agora a minha defesa e atentai para os argumentos dos meus lábios"

A BANCA COMEÇA A ESCULHAMBAÇÃO
Jó 15:9 "Que sabes tu, que nós não saibamos? Que entendes, que não haja em nós?"

JÓ OUVE AS CONSIDERAÇÕES DA BANCA
Jó 16:10 "Homens abrem contra mim a boca, com desprezo me esbofeteiam, e contra mim todos se ajuntam".

Jó 16:13 "Cercam-me as suas flechas, atravessa-me os rins, e não me poupa, e o meu fel derrama na terra".

Jó 16:15 "Cosi sobre a minha pele o silício e revolvi o meu orgulho no pó".

Jó 17:2 "Estou, de fato, cercado de zombadores, e os meus olhos são obrigados a lhes contemplar a provocação".

Comentários

Anônimo disse…
Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu

Postagens mais visitadas deste blog

paula fernandes e os espíritos compositores

A cantora Paula Fernandes disse em um recente programa de TV que seu processo de composição é, segundo suas palavras, “altamente intuitivo, pra não dizer mediúnico”. Foi a senha para o desapontamento de alguns admiradores da cantora. 
Embora suas músicas falem de um amor casto e monogâmico, muitos fãs evangélicos já estão providenciando o tradicional "vou jogar fora no lixo" dos CDs de Paula Fernandes. Parece que a apologia do amor fiel só é bem-vinda quando dita por um conselheiro cristão.
Paula foi ao programa Show Business, de João Dória Jr., e se declarou espírita.  Falou ainda que não tem preconceito religioso, “mesmo porque Deus é um só”. Em seguida, ela disse que não compõe sozinha, que às vezes, nas letras de suas canções, ela lê “palavras que não sabe o significado”.
O que a cantora quis dizer com "palavras que não sei o significado"? Fiz uma breve varredura nas suas letras e, verificando que o nível léxico dos versos não é de nenhum poeta parnasiano, con…

um grito no escuro, três preconceitos claros

Que impressão você tem das igrejas cristãs? Sua impressão procede de estudos de casos, envolvimento pessoal ou se baseia em ideias preconcebidas e/ou inflexíveis sobre determinadas igrejas?
Em 1980, Michael e Lindy Chamberlain acampavam com a família numa região turística na Austrália. Numa noite, a mãe viu seu bebê de nove semanas ser levado por um dingo para fora da barraca. Muitas pessoas saíram para procurar o bebê, mas ninguém o encontrou.
Após um primeiro período de compaixão da comunidade pelo sofrimento do casal Chamberlain, vários boatos maliciosos começaram a circular nas ruas e na mídia. A mãe, então, foi acusada de matar a própria filha – ou numa explosão de depressão pós-parto ou num suposto ritual religioso adventista. A cobertura jornalística sensacionalista e o preconceito religioso se misturaram a motivações políticas locais e, num julgamento sem provas conclusivas que tomou proporções inéditas no país, Lindy Chamberlain foi condenada à prisão perpétua.
Em 15 de setem…

avatar e a espiritualização da natureza

O filme mais caro da história. A segunda maior bilheteria de todos os tempos. Marco tecnológico. De todos os ângulos, Avatar é um superlativo.

Mas o que tanto atraiu a atenção das pessoas?

A história? Duvido. Vejamos num resumo: um soldado semi-inválido e cansado de combates acaba indo para um mundo distante e lá ele descobre a harmonia de um povo em contato com a natureza, se apaixona por uma nativa e enfrenta preconceitos e tensão bélica. Isso faz de Avatar uma versão em 3-D de Dança com Lobos, como estão dizendo.

Para o crítico Renato Silveira, Avatar é “a vanguarda da tecnologia oposta ao lugar-comum de um modelo narrativo típico de filmes de fantasia”. Assim, todo mundo sabe de antemão que o herói ficará encantado com uma nova cultura pura, encontrará um amor puro, uma forma de vida pura em contraste com a ganância dos terráqueos e com o vilão que ele mesmo terá que enfrentar. O enredo é, digamos, puro lugar-comum.

O que não é comum é a inovação tecnológica desenvolvida para esse…