12 junho, 2012

todo homem odeia o george clooney


É sempre assim. Lá vem sua mulher, sua namorada, sua companheira no filme bom e no filme ruim com um DVD nas mãos. Pelo olhar exultante já até se adivinha: é um filme com George Clooney. 

Você até se esforça para pertencer ao civilizado mundo dos homens contemporâneos: pendura a toalha de banho corretamente, serve a mesa do jantar, não quebra os copos na pia, ouve pacientemente a esposa enumerar a lista de compras pelo telefone do trabalho (talvez na frente das amigas!), e é capaz de chegar ao nível sênior de macho alfa, que é fazer compras jó-pacientemente num hipermercado no domingo pela manhã.

Então você está lá no sofá com aquela cara de quem sabe que não basta ser marido, tem que assistir a comédia romântica junto. Aí surge o George Clooney. Não bastava apenas o cara ser um rosto bonito e charmoso? Tinha que ser elegante? Tinha que ser discreto? Tinha que dirigir bons filmes? Tinha que ser ator de recursos seja para a comédia romântica, para a sátira, para o suspense, para o drama jornalístico? Tinha, ainda, que defender as causas mais nobres? E ganhar prêmios da crítica e da indústria do cinema?

A maioria dos homens sente-se um neanderthal perto de George Clooney. Por isso, meu amigo neanderthal, chegou a hora de darmos o troco. Homens imperfeitos, uni-vos!

Vamos adotar o que já sugeriu o também ofendido Luis Fernando Veríssimo: “Se não podemos ser iguais a George Clooney, então só nos resta caluniá-lo”.

Esconda o controle da TV, troque os cabos do DVD, anuncie que você radicalizou e agora só vê reprises do Discovery Channel. Dissemine spams, se possível no formato Power Point com a foto pichada de George Clooney (ideia do Veríssimo), espalhe que ele prefere Maradona a Pelé e que ele veste a camisa do Hugo Chávez. Fale pra sua namorada que ele odeia o seriado Friends.

Se todo esse rol de maldades não funcionar, então torça para que ela prefira filmes de galãs falecidos. Portanto, se ela quer assistir de novo a ...E o vento levou, assista com ela a segunda milha.

Apesar do George Clooney, há esperança. Se você é calvo, e sua mulher achar o calvo Zidane mais bonito que o babyface Cristiano Ronaldo, parabéns meu amigo. Conserva o que é teu (jamais diga “conserva tua coroa”) e vá ser feliz, não é todo dia que alguém acha que a desbeleza é fundamental.

Se ela preferir os penteados do Neymar, resista! O amor e a submissão têm limites!

Mas, se você não faz o tipo atlético e, mesmo assim, sua namorada fizer uma careta de desdém quando um superstar aparecer num filme saindo do mar todo sarado e exibido, é porque você é o eleito. Case-se com ela antes que um conquistador lance mão.

NNP: este web-escriba invoca o direito constitucional de não publicar fotos do mencionado galã do título desta postagem. Longe dos olhos, longe da comparação!

3 comentários:

@zeocara disse...

Show Joêzer! Kkkk

Jaime Chacale disse...

Grande dica... rsrrrrrr ..

Gostei das calunias que seriam feitas, rsrsrsr

Tipiti Coop de Música disse...

Web-escriba foi demais!
Texto muito bom com a dose certa de humor. ;)