22 junho, 2012

Lady Gaga vai para o show ou para a cruz?


A cantora Lady Gaga cancelou sua apresentação em Jacarta, Indonésia, devido a problemas de segurança. Num país de maioria muçulmana, seria uma temeridade se expor aos riscos da ameaça feita por grupos islâmicos que desaprovavam o show da artista em seu país.

Segundo matéria do portal UOL, o empresário da cantora, Troy Carter, comparou os protestos feitos contra o show de Lady Gaga à crucificação de Cristo: “Jesus Cristo foi crucificado. Acontece”.

Em suma, o empresário acha que estão pegando a Lady Gaga pra Cristo. Embora, pelas performances e pelo figurino, Lady Gaga esteja sempre vestida para o show e não como quem vai para a cruz.

A comparação é obviamente exagerada, mas das duas, uma: talvez o empresário tenha dito isso com ironia ou ele acredita mesmo que Lady Gaga é a Joana d’Arc da liberdade de expressão.

Se for ironia, vá lá, cada um ouve como quer. Mas se ele acha que Lady Gaga está virando mártir, das duas, uma: ou ela encara o risco de uma fogueira e faz o show ou volta e fica fazendo escândalo nos indiferentes países de raiz judaico-cristã.

Se ela prefere a segurança, tudo bem, não é justo por em risco a sua vida e a vida do público indonésio por causa de música. Mas se ela encara a fogueira e vai pro show, das duas, uma: ou ela cria um escândalo político ou um escândalo religioso. O que em terras islâmicas, é a mesma coisa.

Para algumas estrelas do pop, mesma coisa é um escândalo sexual e uma provocação religiosa. Então, das duas, uma: quando é motivo sexual, vá lá, não se deve dar opinião sobre as peripécias íntimas de ninguém. Mas quando é questão religiosa, das duas, uma: ou não passa de ignorância ou é desdém quanto a aspectos da fé.

Se for ignorância, tudo bem, o conhecimento progride pouco a pouco. Mas se for desdém, das duas, uma: ou é uma música falsificadora (como em “Judas” ou “Alejandro”) ou é um golpe de marketing. O que para muitos artistas e empresários do ramo, registra-se no caixa como a mesma coisa.

4 comentários:

Chets disse...

Huahuah!
Muito bom o texto!!
Abraçãozão!

megabr disse...

Bastaria saber como os islamicos interpretaram o comentário do Troy Carter, e, o que "Jesus não musulmano" faz fora do contexto do show, ou dentro? de duas uma:

Dentro do contexto:Rechazo musulmano a tentativa de "evangelização do mundo occidental [cristão]";

Fora do contexto: ...imagine....
:)

aurea disse...

Lady gaga e mulçumanos são iguais: DESEQUILIBRADOS ,INCRÉDULOS ,DOENTES ! AMBOS não crê em JESUS. ABAFA o CASO !SHALOM.

joêzer disse...

Chets, grato pela leitura.

Aurea, você diria isso com todas as maiúsculas a um muçulmano? Não podemos generalizar, não é? Há tantos muçulmanos que lecionam em universidades, são artistas, são escritores "equilibrados", certo? E há outros que não são. Não é justo dizer que quem não crê em Jesus é doente e desequilibrado quando nós conhecemos alguns doentes e desequilibrados que dizem crer. Infelizmente, é assim. obrigado pela leitura. Paz e saúde.