22 dezembro, 2011

Charlie Brown e o verdadeiro sentido do natal

Em 1965, foi ao ar um dos programas especiais mais amados de todos os natais televisivos, "A Charlie Brown Christmas" (O Natal do Charlie Brown). O produtor do especial, Lee Mendelson, conta que Charles Schulz, o criador dos Peanuts (a turma do Charlie Brown), insistiu que o programa deveria ser sobre o verdadeiro significado do Natal. De outro modo, "por que se importar em fazer um especial de Natal", Schulz teria dito a Mendelson.

Quando os produtores lhe perguntaram se ele realmente queria incluir um texto bíblico na animação de Natal, Schulz respondeu: "Se nós não fizermos, quem fará?" E assim ficou a marcante cena em que Charlie Brown pergunta se alguém pode lhe explicar qual o verdadeiro sentido do Natal e Linus responde entrando num palco e recitando com inocência cativante a passagem de Lucas 2:8-14. Lee Mendelson considera que esses são "os dois minutos mais encantadores da história da animação na TV".

Ao escrever sobre os Peanuts no especial "Manhood for Amateurs", Michael Chabon, que se descreve como um "judeu liberal agnóstico empirista", disse ainda: "Eu ainda sei de cor aquele capítulo e versículo do Evangelho de Lucas. E não importa a quantidade de desilusão posterior com o comportamento de confessos cristãos, ou com a comercialização progressiva que em 1965 já havia partido o coração de Charlie Brown, nada disso roubou do milagre central do cristianismo o seu poder de me comover de um modo como nenhuma outra história verdadeiramente grande é capaz".

A resposta à pergunta de Charlie Brown está no vídeo. E eu fico com a pureza da resposta das crianças:



A tradução está em Lucas 2:8-14:
Havia pastores que estavam nos campos próximos e durante a noite tomavam conta dos seus rebanhos.
E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados.
Mas o anjo lhes disse: "Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo:
Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador que é Cristo, o Senhor.
Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura".
De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo: "Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens". 

Um feliz você nesse Natal!

Matéria completa no Washington Post

2 comentários:

Lilian disse...

Agora... "e eu fico com a pureza da resposta das crianças" foi toque de gênio. :)

Obrigada pelo link, excepcional artigo, somos (meu marido e eu) fãs das músicas do especial, mas assisti muitos anos atrás (e fiquei deprimida), preciso ver de novo.

joêzer disse...

A turma do Charlie Brown tem esse "dom" de deixar a gente assim meio pensativo. Obrigado pela leitura, Lilian.