05 setembro, 2008

A volta de Jesus em 4 músicas

Neste sábado, dia 06, mais de 20 milhões de exemplares da revista Viva com Esperança serão distribuídos pela Igreja Adventista em toda a América do Sul. Jornais de grande circulação também vão encartar as revistas e distribuí-las nesse dia: O Globo (285 mil cópias), O Estado de Minas (70 mil) , Super (MG, 145 mil), Diário Catarinense (60 mil) e Tribuna (Vitória, 72 mil).

Como “trilha sonora” para o evento, selecionei quatro músicas que expressam a esperança na segunda vinda de Jesus.


Chegou a hora – Jader Santos

Filho, vai chegou a hora
Filho, vai sem mais demora
(...)
Já preparei a casa, já preparei a mesa
Filho, Me traz de volta
Quem criei, quem perdi
E na cruz resgatei

O refrão dessa música é uma resposta ao desejo revelado no início (já ouvimos tantas vezes sobre a volta de Jesus / nosso coração anseia ver o brilho de Sua luz). Segundo a Bíblia, ninguém, a não ser o Pai, sabe quando será o dia do retorno de Cristo. O compositor imagina o Pai dizendo ao Filho que, enfim, chegou a tão aguardada hora. Embora os salvos só conheçam a Jesus pelos olhos da fé, a vinda de Cristo manifesta um caráter de reencontro.


Ele virá – Leonardo Gonçalves

A letra dessa canção aborda uma ampla esfera de pensamentos que envolvem a Segunda Vinda. Começa com uma declamação de verso-chave da interpretação do tema do Advento (Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo; e adorai Aquele que fez o céu, a terra, o mar e as fontes das águas – Apocalipse 14:7), segue visualizando sinais que anunciam a volta de Jesus (não apenas menciona a multiplicação das guerras e do medo, mas também fala de como a intriga, a má-fé e a hipocrisia de professos cristãos dão razão à incredulidade de ateus), mas sempre repete que Ele virá.

O eu-lírico da canção expõe dúvidas e angústias (na música há uma alternância de canto e recitação), mas, ao final, se determina a não temer, entregar-se a Deus e desejar ver Sua vinda com um sorriso de confiança.

O Rei vem vindo (The King is coming) – Bill & Gloria Gaither

Ressurreição (eis que se abrem sepulturas a ordem do Senhor / os remidos ressuscitam...), o cenário de destruição (os maus em desespero, em angústia e aflição / já se escondem pelas rochas...), a subida para o céu (todo o céu está se abrindo, há um coro sem igual / como o som de muitas águas / nós ouvimos ecoar Aleluias ao Cordeiro / nós já vamos para o lar).

A versão brasileira utiliza-se de versos da profecia bíblica para descrever as cenas da volta de Cristo e apresenta um estilo de letra e música que segue uma estrutura mais tradicional, mas não menos precisa ou bela. Logo tornou-se um clássico mundial da música protestante.

Vamos para o lar (Midnight Cry) – Greg Day

Ao meu redor, profecias estão se cumprindo
E os grandes sinais aparecem muito mais
Posso quase ver o Pai, ajuntando seus filhinhos
E ao Jesus chamar, vamos para o Lar

Jesus virá em glória pra chamar os seus filhinhos
E os mortos viverão pra encontrá-lo lá no ar
E os vivos mudarão transformados pela glória
E ao Jesus chamar, vamos para o Lar

A expressão “posso quase ver” exemplifica o pensamento que permeia as músicas sobre o tema do Advento. O desejo de ver Jesus voltar inspira os autores a anteciparem cenas descritas pela Bíblia como ainda por vir. Como as outras músicas mencionadas, esta também se pauta pela fidelidade ao texto bíblico. Os quatro últimos versos dos trechos selecionados acima poetizam a passagem de I Tessalonicenses 4:15-17.

Vale observar que no verso seguinte (4:18) consta a seguinte orientação do apóstolo Paulo: “Consolai-vos, pois, uns aos outros com essas palavras”. O compor e o cantar dessas canções é uma forma de revelar ao mundo e assegurar uns aos outros o acontecimento apontado como a “bendita esperança” do cristão: a segunda vinda de Jesus.

E você? Que música escolheria sobre a segunda vinda de Jesus?

Chegou a hora – cd 'Chegou a Hora', quarteto Arautos do Rei
Ele virá – cd 'Viver e Cantar', Leonardo Gonçalves
O Rei vem vindo - gravações com Gaither Vocal Band
Vamos para o lar – cd 'Álbum de Família', Fernando Iglesias; original em inglês com Michael English & The Brooklyn Tabernacle Choir

4 comentários:

Jayme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jayme disse...

"A Volta de Jesus em 12 músicas"

Esta lista reúne uma amostra da produção recente na música adventista (todas as músicas vieram à luz, ou ganharam uma releitura, na segunda metade da corrente década), que aborda o tema da 2º vinda de Cristo. Cada uma delas foi capaz de, na minha alma, injetar doses generosas da bendita esperança:

“Breve Jesus Voltará” (George E. Lee & Jessie Strout) – várias versões espalhadas pelos álbuns do Arautos do Rei: um clássico (e nada mais precisa ser dito).

“Por Que Não Voltou?” (Jader Santos) – Caminhos (1988?), Grupo VP e, mais recentemente, em Não Tem Tempo Não Tem Hora (2005), Compasso Livre: afasta o tema da volta de Jesus do tom celebratório e o insere numa bela reflexão (“Por que não voltou o meu Jesus?/ Pergunto a mim mesmo sem cessar”).

“Nosso Lar Não É Aqui” (Lineu Soares & Valdecir Lima) – Pode Cair o Mundo Estou em Paz (2005), grupo Novo Tom: a esperança de um novo lar ganha uma rascante urgência, torna-se um compromisso radical (“Nosso Lar não é aqui/ Nem pensamos em herança/.../ Podem me tirar a vida/ Mas não me roubam a esperança/ De viver com Cristo Jesus”).

“Esperando” (Álisson Melo, Cristiano Petrovitz, André R. S. Gonçalves & Dani Araújo) – Expressão Vocal (2005), Expressão Vocal: sem arroubos, sem grandiloquência, o anseio pela volta de Jesus traduzido num clamor sutil, num sussurro tenso (“Já estou esperando/ O meu Jesus voltar/ Eu não agüento mais ficar/ Venha logo me buscar”).

“É Preciso Viver o Amor” (Daniel Salles) – É Preciso Viver o Amor (2006), Iveline: o retorno de Cristo nos oferece esperança, mas também uma responsabilidade (“Pra que o tempo seja breve/ Para o fim de toda dor/ É preciso pregar o evangelho/ É preciso viver o amor”).

“Deus Não Pode Mentir” (Daniel Salles) – Eu Acredito (2006), Coral Jovem do UNASP: e transborda uma jovial confiança na certeza do cumprimento da promessa (“Deus não pode mentir/ Se Ele disse que viria/ Sei que Ele há de vir/...// Quando foi que Deus falhou?/ Em que dia desistiu...”).

“Uma Terra” (Lineu Soares & Valdecir Lima) – Pra Cima Brasil (1998), Regina Mota e, mais recentemente, Juntos Pra Sempre (2006), Regina Mota e Coral UNASP: a esperança vem delicadamente costurada às malhas da beleza poética (“Quero ir pra esse país/ Onde o amor é o poder/ Há um lar à nossa espera/ Onde a vida não termina/ Esse Lar é a nova terra/ Onde o ódio não germina/ Plantaremos nossos sonhos/ Colheremos só o amor/ Na constante companhia do eterno Salvador// Só existe justiça onde a lei é o amor/ Só existe harmonia onde Deus é o Senhor”).

“Juntos Pra Sempre” (Daniel Salles & Tiago Arrais) - Juntos Pra Sempre (2006), Daniel Salles e Coral UNASP: capta uma parte infinitesimal (e já é muito!) da majestosa vibração que vai sacudir o Universo quando os salvos de todos os lugares, de todas as épocas louvarem o Salvador (“Povos de todas as eras/ Cantam em tom de louvor/ Filhos da graça, herdeiros da cruz/ Declaram que Deus é amor// Negros e brancos, toda raça e cor/ Juntos no Céu, celebrando ao Senhor/ Indivisíveis, numa mesma nação/ Diante do seu Salvador”).

“É Tempo de Ver Jesus Voltar” (muitos) - Eu Acredito (2006) e Juntos Pra Sempre (2006),Grande Coro do UNASP: medley que coleciona trechos sete músicas (“Ó Vem! Emanuel”, “Jesus Voltará”, “A Manhã de Luz”, “Nós O Veremos”, “Cristo Volte, Volte Já”, “É Tempo de Ver Jesus” e “O Rei Vem Vindo”) sobre a volta de Jesus, magistralmente arranjado por Lineu Soares e interpretado pelos diversos corais do UNASP-EC – grandioso.

“Ele Virá” (Álisson Melo) – Duetos NT II (2007), Leonardo Gonçalves & Laura Morena: a esperança elevada ao quadrado pelo poderoso duo dos primos; o resultado é a certeza (“Ele virá resgatar quem O esperou/ Ele virá, prometeu e será fiel/ Eu posso esperar meu Senhor/ Eu posso confiar, Ele voltará”).

“Ele Virá" (Leonardo Gonçalves) – Viver e Cantar (2007), Leonardo Gonçalves: tal qual o evento que retrata, é simultaneamente majestosa e agônica – um clássico instantâneo (“...mas Ele virá”)?

“Hino da Libertação/Cada Dia Mais Perto” (Lineu Soares & Valdecir Lima) – Novo Tom ao Vivo (2008), Novo Tom: a celebração irrompe e nada parece ser capaz de detê-la (“Já estamos prontos pra cantar o hino da libertação/...// Pela fé nós aguardamos o país de eterna luz/ Na promessa esperamos nova vida em Jesus/ Nossa alma confiante já aguarda a redenção/ Já louvamos nosso Deus pela grande salvação// Cada dia bem mais perto/ Cada dia mais perto de Jesus”).

aline disse...

Um clássico: Com som de trombetas - esta sempre me comoveu

Uma recente: a gravaçõ do medley sobre a volta de Jesus com arranjo do Lineu Soares (é tempo de ver Jesus voltar)

JSM disse...

jayme,
ótimo 'set list'. você notou bem a diversidade de expressões geradas pelo tema: músicas grandiloquentes e músicas sem o tom celebratório.

aline,
o clássico de jw peterson 'com som de trombetas' marcou minha iniciação coral.

joêzer