23 outubro, 2012

telenovela, medo e a religião dos outros

O site exercitouniversal.com.br, criado por adeptos da Igreja Universal, lançou uma campanha pela internet contra a novela da Globo “Salve Jorge”. Segundo o site, essa novela promove a adoração a Ogum, entidade espiritual que, no sincretismo católico, representa São Jorge. Por isso, os evangélicos devem boicotar a novela global. A campanha também agregou imagens com o slogan "Queima o Jorge".

Sem querer perder a audiência da fatia evangélica que assiste suas novelas, a Rede Globo afirma que a novela não vai enfocar as religiões afro-brasileiras ou o catolicismo, mas vai somente utilizar na trama o mito do guerreiro Jorge da Capadócia.

A semana de estreia da novela global marca também a reestreia da minissérie “Rei Davi”, na Rede Record, a TV do bispo Macedo. A contrapropaganda do site neopentecostal é mera coincidência?


Há muitos motivos para não assistir a telenovelas. Mas não assistir por causa do seu título é crer num mundo mágico que não tem nada a ver com a atitude racional do cristão. O cristão tem medo de fantasmas, é assombrado por mau olhado, encosto, simpatia, vodu, despacho? Só se for aquele crente que não canta o “rá-tim-bum” ao final do Parabéns a Você porque acha que é uma senha que atrai o diabo [a expressão “rá-tim-bum” é a onomatopeia do final das músicas das bandas e fanfarras do começo do século XX]. Ou então é aquele que compra toalha abençoada com o suor de tele-exorcistas!  

Três questões me chamam a atenção na campanha que pede o boicote dos evangélicos à novela “Salve Jorge”:

1 – A novela anterior, como de praxe nas novelas, exibia violência, assassinato, traição, sequestro e, segundo os jornais, teve picos de audiência quando um marido bateu na esposa que o traíra por vários anos. Os espectadores achavam justa a agressão física contra a mulher. 
Alguém lembra de uma campanha evangélica de tamanha repercussão contra a novela “Avenida Brasil”? Talvez isso queira dizer que assistir noite após noite o deprimente espetáculo da maldade glamourizada é algo aceitável para muitos evangélicos. Porém, se o título de uma novela exibir uma saudação típica de outra religião, aí assim, o evangélico não deve assistir. Vai entender...

2 - O site dos fiéis da Universal assegura que "com a chegada de outro espírito [Ogum], o Espírito de Deus se ausentará". Nesse sentido, Deus é que sai correndo quando outros supostos espíritos se aproximam? Não seria exatamente o contrário?

3 – Uma das imagens da campanha que pede o boicote diz “Queima o Jorge”. Eles querem dizer: queima o santo guerreiro dos católicos? Se for assim, esse é o tipo de preconceito que leva muita gente a satirizar e ofender a fé muçulmana. Pedir a fogueira para a religião dos outros revela o mesmo tipo de rancor e ódio que levou Bin Laden a explodir as Torres Gêmeas. E desse tipo de crente, que não tolera a religião alheia, eu confesso que tenho medo.

Nenhum comentário: